+55 (11) 2094-6999
Rua Voluntários da Pátria, 654 - Santana - São Paulo - SP

Automação predial: Confira 5 tecnologias disruptivas que vão transformar o setor

24/08/2021 às 07:00

O mundo da automação predial está em constante evolução. Todos os dias novidades vão surgindo e temos a oportunidade de levar mais modernidade e soluções para o mercado. Do mesmo modo, é desafiador presenciar tantas inovações num curto espaço de tempo, pois precisamos estar sempre atentos para acompanhar todas as tendências e adaptar os negócios a esse novo cenário. As tecnologias disruptivas, por sua vez, têm sido a principal transformação do setor de automação predial.

Muitas já estão por aqui e outras estão chegando, mas é notório o quanto as tecnologias disruptivas têm feito mudanças, sobretudo, ao proporcionar mais segurança aos projetos. Assim, essa evolução chegou para quebrar paradigmas modificando o ritmo e a forma de fazer em muitas áreas do conhecimento, não apenas a da automação predial. Diante disso, o impacto na vida das pessoas e na sociedade em geral se materializa desde a forma de se relacionar até o que se consome e produz.

A seguir, apresentamos algumas tecnologias disruptivas que impactam e devem impactar ainda mais ao longo dos anos o segmento de automação predial.

 

Confira 5 tecnologias disruptivas que impactam a Automação Predial

1 – Inteligência Artificial

Uma das principais inovações da atualidade, a inteligência artificial permite ir além da automação mecânica, pois também abarca processos cognitivos, responsáveis pela memória, raciocínio e aprendizado do ser humano. Dessa forma, o sistema consegue atender demandas que necessitam de análise e tomada de decisões, além das tradicionais atividades repetitivas. Na automação predial, a inteligência artificial garante o uso em processos de análise preditiva, o que possibilita mudanças também em operações comerciais e segurança da informação.

2 – Internet das Coisas (IoT)

A IoT permite que diferentes tipos de aparelhos se comuniquem, ou seja, conecta diversos itens usados na rotina a uma rede de computadores, como eletrodomésticos, meios de transporte, fechaduras de portas entre outros. Estudos não param de mostrar o potencial dessa tecnologia e o seu poder de aperfeiçoamento, além da praticidade e impacto na forma de lidar com objetos e sistemas. Portanto, a IoT contribui, por meio da internet, que usuários e empresas automatizem as suas tarefas ao configurar os seus equipamentos utilizados no dia a dia.

3 – Realidade Aumentada (RA)

Essa tecnologia possibilita a interação de elementos virtuais no ambiente físico. Assim, é possível, em tempo real, fazer uma imersão por meio de ferramentas computacionais. Um exemplo disso é o QR Code, que, através de um código, dá acesso a inúmeras informações sobre produtos e serviços. Na indústria, a RA está entre as tecnologias mais usadas, pois contribui na criação de fábricas inteligentes. É um recurso importante, pois permite que profissionais operem em sistemas ciberfísicos com uma visão mais completa, além de ter acesso a diversos comandos e facilitar processos.

Na automação, a RA tem a capacidade de sobrepor informações ou instruções à visão do operador de sistemas automatizados. Isso quer dizer que, com o uso de diagramas, mensagens e outros conteúdos virtuais projetados no ambiente real, a RA possibilita a visualização ou operação dos sistemas automatizados de uma maneira mais ampla.

4 – Small Data

O Small Data contribui na redução do volume de dados de forma objetiva, facilitando na organização e na melhora dos resultados. Diferentemente do Big Data, que foca sobretudo no cruzamento de dados, o Small Data serve para analisar dados para questões especificas e focadas. Assim, ele utiliza apenas o que é importante e, por isso, pode ser considerado um complemento do Big Data. Essa tecnologia mostra o quanto informações qualitativas podem ajudar a conhecer as percepções e experiência do cliente, dando valor aos seus hábitos e preferências.

5 - Cibersegurança

Como o próprio nome sugere, a Cibersegurança visa proteger sistemas, computadores, dispositivos móveis e servidores de ataques e ameaças na internet. Como os números desses crimes no ambiente online são alarmantes, é importante ter esse controle de segurança, pois as pessoas estão cada vez mais conectadas. Assim, o profissional que trabalha com Cibersegurança desenvolve, executa e testa soluções de rede a fim de proteger empresas de ameaças virtuais. Além disso, ele também monitora os sistemas para que estejam sempre funcionando de forma adequada.

Na Brain Set está sempre de olho nessas inovações tecnológicas para levar aos clientes o que há de mais eficiente e seguro no mercado de automação predial. Conta com uma equipe preparada e com experiência capaz de ir além dos protocolos e ferramentas de automação. Conheça nossas soluções e serviços. 


Compartilhe:

Inscreva-se para receber nossas newsletters