+55 (11) 2094-6999
Rua Voluntários da Pátria, 654 - Santana - São Paulo - SP

O papel da QAI na indústria química

29/07/2022 às 10:00

Com a utilização de substâncias que são altamente infectantes, seja na manipulação ou fabricação de produtos, o ar tende a ficar poluído na indústria química, resultando na também na emissão de partículas, gases, entre outros contaminantes que ficam suspensos no ar e que podem ser nocivos à saúde dos colaboradores.

 Com a função de climatização e renovação do ar ambiente, o sistema de HVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado, na tradução da sigla para o português) atua em conformidade com os princípios da QAI (Qualidade do Ar Interno), promovendo a circulação e o número de trocas de ar ambiente, além de manter a estabilidade da temperatura e em alguns casos, da umidade. Esse sistema é responsável pela filtragem de ar, redução de partículas de poeira, minimização de fungos, bactérias e conforto térmico (controle de temperatura).

Sabe-se que as principais variáveis que garantem a QAI são temperatura, umidade e pressão. E é por meio destas três variáveis que tornamos o ambiente mais agradável, reduzindo os efeitos gerados pelas más condições que podem ser apresentadas por esse tipo de segmento.

Vale pontuar, ainda, que a automação é uma grande aliada da tecnologia e tem atribuição significativa no monitoramento dos índices de qualidade do ar interior, por meio de sensores de ambientes e indicadores mais sofisticados que medem a quantidade de compostos orgânicos voláteis presentes no ar, como o VOC e o CO2 (Dióxido de Carbono), que é um dos indicadores fundamentais da qualidade de ar interior.

Um sistema automatizado de climatização garante que sejam atendidas as condições necessárias para o combate de agentes prejudiciais para a saúde humana, renovando o ar do ambiente de maneira precisa, o que ajuda a diminuir a ocorrência de doenças respiratórias e alérgicas.

 


Compartilhe:

Inscreva-se para receber nossas newsletters